quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Ninguém precisa vestir a máscara do bonzinho para conquistar afeto. Basta ser verdadeiro sincero, honesto. Ser bom não é o mesmo que ser bonzinho. Quem é bom é naturalmente assim, ao passo que o bonzinho, muitas vezes, se violenta para agradar o outro. Não faça isso. Agrade a si mesmo em primeiro lugar e só depois pense em agradar mais alguém. Seja bom com você porque, se você não for, dificilmente alguém será. Seja o que você é, porque a natureza de quem é bom não atrai desgostos nem frustração, nem revolta. A máscara do bonzinho, um dia, cai, mas a fisionomia de quem é bom permanece inalterada. Deixe o bonzinho de lado e procure ser sempre bom. Sua espontaneidade o fará mais feliz, mais satisfeito e o tornará uma pessoa muito mais agradável e simpática a todos. <3
(Mônica de Castro)