quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Muito se engana quem pensa que vivo de brisa, calmaria e fé o tempo inteiro, que eu não caio, que eu não choro. Sou tão humano quanto você!
Às vezes minha visão fica turva, o cansaço percorre meu corpo por inteiro e a esperança no amanhã que tanto prego é muito mais uma oração do que algo palpável - propriamente dito. 
Poucas palavras me machucam se são usadas com sarcasmo ou ironia, sinto meu peito desatar toda harmonia que se fundiu através da sintonia - que eu, pensava ser de ambas as partes. Estresso-me com desdém, com falta de olho no olho, com palavras que não são benditas e prefiro mil vezes o silêncio - ou, me fazer de desentendido.
Talvez me perguntem se o que falta é coragem? Pelo contrário, coragem eu tenho de sobra, mas tenho muito amor e empatia para doar, por isso, reservo-me ao direito de ser insignificante e nem pretendo ter sempre razão. Alguns laços são maiores do que quaisquer palavras ou atitudes malditas. E sabe do que mais? Tenho sido feliz no que posso. Por vezes, sou feliz sozinho e não gosto de ter contato com ninguém, só com a minha paz, com meu Eu, com o que me faz renascer inteiramente e me torna sagrado - ainda que totalmente frágil.<3
( Vitor Ávila )